Consumo consciente: você sabe o que é?

O primeiro passo para entender o termo ‘consumo consciente’ é perceber como se dão as relações de consumo na nossa sociedade atual. O consumo mundial, além de mal distribuído, está descontrolado. Segundo o Instituto Akatu, 20% da população concentra o consumo de 80% de todos os produtos e serviços do mundo. Esse modelo não se sustenta à longo prazo e já vem dando sinais de alerta, como as mudanças climáticas, o alto índice de desperdício e os modelos de trabalho exploratórios.

Como o consumidor é a ponta final do ciclo, acaba ficando completamente alienado de todos os processos envolvidos para que um produto ou serviço chegue até ele. Assim, o primeiro passo rumo ao consumo consciente é conhecer as etapas de produção do que você consome.

Tomar nota sobre a origem e os processos de fabricação dos produtos que compramos, saber os impactos que causam – da extração da matéria-prima ao descarte final – e compreender como eles são produzidos, são o início da jornada por um padrão de consumo mais sustentável.

E então, o que é consumir consciente?

Assim, o consumo consciente nada mais é do que consumir menos e melhor, remando contra a ideia de consumo imediatista, que busca satisfação rápida e lucro a todo custo. Basicamente, é o contrário de um estilo de vida que valoriza o supérfluo, o excesso e o descartável. Assim, ao invés de comprar novos bens apenas para satisfazer suas vontades, o consumo consciente foca na verdadeira necessidade do indivíduo.

O consumo envolve não apenas deixar de comprar, mas escolher com cuidado o que você precisa adquirir, verificando os impactos que a produção do item tem no meio ambiente, sociedade e economia. Ao fugir das compras por impulso, avaliando o que precisa e quais alternativas são as mais sustentáveis, você se livra do consumismo e do endividamento.

Vamos à pratica?

            Consumir de forma consciente envolve planejamento. Pense: do que você precisa? Por que precisa? Em quanto tempo você precisa adquirir isso? A partir dessas respostas, surgem outras perguntas: Do que o meu produto é feito? Eu conheço o processo produtivo disso? Quanto tempo meu produto irá durar?

Se depois de encontrar essas respostas, essa compra ainda fizer sentido, então vá em frente! Mude seus hábitos de consumo e não se deixe levar pela compra compulsiva. Consumo consciente é o caminho para a transformação.

102

Você pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *