GUIA PRÁTICO DA RECICLAGEM

A coleta seletiva recebeu muitos adeptos nos últimos anos. Os pontos e serviços de coleta cresceram e, ao que tudo indica, a população vem ganhando consciência acerca do assunto. 

Tudo que está à nossa volta foi feito de natureza. Todas as matérias-primas vem de recursos naturais, como minerais, solo, água, florestas ou até mesmo do sol. Assim, garantir a reciclagem do nosso lixo, é honrar as matérias-primas que a Mãe Terra nos deu.

Mas o que é reciclagem?

Nada mais é do que o processo em que há a transformação do resíduo sólido, que não seria aproveitado, atribuindo características para que ele se torne novamente matéria-prima ou produto. Isso é feito por meio de mudanças em seus estados físico, físico-químico ou biológico.

A reciclagem faz parte dos três ‘R’s da sustentabilidade, que consistem em: reduzir, reutilizar e reciclar.

Retrospecto

A revolução Industrial trouxe consigo novos patamares de produção e, a partir desse momento, a situação do descarte se tornou algo mais complexo. O que antes era apenas material orgânico, agora poderia ser: radioativo, industrial, químico, eletrônico…

A reciclagem assume esse papel importante diante da necessidade de não apenas ‘estocar’ lixos em aterros.

O que pode ser reciclado?

A reciclagem depende de uma cadeia valorizada e desenvolvida. No Brasil, os materiais mais reciclados são: papelão, latas, folhas de papel e garrafas PET.

A reciclagem exige que os descartes sejam devidamente separados em úmidos, secos, recicláveis e orgânicos. Dentre os recicláveis estão alumínio, papel, papelão, tipos de plástico, vidro.

Para os orgânicos, o melhor destino é a compostagem, capaz de gerar um rico adubo natural e minimizar a emissão de gases do efeito estufa.

Como descartar?

O primeiro passo consiste em higienizar os resíduos, especialmente para que não se tornem local de reprodução de vetores de doenças e nem causem desconforto aos trabalhadores da cadeia do lixo.

Lave bem as embalagens, latas de molho, tetrapak ou garrafas. Se estiverem muito oleosas ou difíceis de limpar, que tal deixar de molho?

Depois de higienizado, o resíduo reciclado deve secar e ser colocado em sacos de lixo. Faça a destinação de acordo com o seu ambiente – coleta seletiva da prefeitura, ecopontos ou destinação feita pelo condomínio.

Vamos juntos?

Na sociedade do consumo (por vezes excessivo e desenfreado), nos vemos diante de uma larga produção de resíduos. A reciclagem é urgente e precisa ser vista como um ‘dever cidadão’. Ampliar o progresso das cooperativas, garantir a formalização da atividade desempenhada por catadores e incentivar os serviços de coleta seletiva são alguns dos passos para que a reciclagem ganhe mais corpo.

Ainda assim, é fundamental que repensemos nossos hábitos de consumo e nossa produção de resíduos. A mudança começa em nós!

Como queremos ver o planeta daqui há alguns anos?

177

Você pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *